ENEM 2010

Substitui-se então uma história crítica, profunda, por uma crônica de detalhes onde o patriotismo e a bravura dos nossos soldados encobrem a vilania dos motivos que levaram a Inglaterra a armar brasileiros e argentinos para a destruição da mais gloriosa república que já se viu na América Latina, a do Paraguai.
CHIAVENATTO, J. J. Genocídio americano: A Guerra do Paraguai. São Paulo: Brasiliense, 1979 (adaptado).


O imperialismo inglês, "destruindo o Paraguai, mantém o status quo na América Meridional, impedindo a ascensão do seu único Estado economicamente livre". Essa teoria conspiratória vai contra a realidade dos fatos e não tem provas documentais. Contudo essa teoria tem alguma repercussão.
(DORATIOTO. F. Maldita guerra: nova história da Guerra do Paraguai. São Paulo: Cia. das Letras, 2002 (adaptado).


Uma leitura dessas narrativas divergentes demonstra que ambas estão refletindo sobre

A)

a carência de fontes para a pesquisa sobre os reais motivos dessa Guerra.

B)

 o caráter positivista das diferentes versões sobre essa Guerra.

C)

o resultado das intervenções britânicas nos cenários de batalha.

D)

a dificuldade de elaborar explicações convincentes sobre os motivos dessa Guerra.

E)

o nível de crueldade das ações do exército brasileiro e argentino durante o conflito.

Descubra sua nota no Enem! Faça agora um simulado gratuito mega rápido.
FAZER SIMULADO arrow_forward
AIO
A AIO utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de usuário
Saber mais
Aceitar