ENEM 2014

Camelôs

Abençoado seja o camelô dos brinquedos de tostão:
O que vende balõezinhos de cor
O macaquinho que trepa no coqueiro
O cachorrinho que bate com o rabo
Os homenzinhos que jogam boxe
A perereca verde que de repente dá um pulo que engraçado
E as canetinhas-tinteiro que jamais escreverão coisa alguma.

Alegria das calçadas
Uns falam
pelos cotovelos:
– “O cavalheiro chega em casa e diz: Meu filho, vai buscar um pedaço de banana para eu ascender o charuto. Naturalmente o menino pensará: Papai está malu...”
Outros, coitados, têm a língua atada.

Todos porém sabem mexer nos cordéis como o tino ingênuo de demiurgos de inutilidades.
E ensinam no tumulto das ruas os mitos heroicos da meninice...
E dão aos homens que passam preocupados ou tristes uma lição de infância.

BANDEIRA, M. Estrela da vida inteira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007.


Umas das diretrizes do Modernismo foi a percepção de elementos do cotidiano como matéria de inspiração poética. O poema de Manuel Bandeira exemplifica essa tendência e alcança expressividade porque

A)

realiza um inventário dos elementos lúdicos tradicionais da criança brasileira.

B)

promove uma reflexão sobre a realidade de pobreza dos centros urbanos.

C)

traduz em linguagem lírica o mosaico de elementos de significação corriqueira.

D)

introduz a interlocução como mecanismo de construção de uma poética nova.

E)

constata a condição melancólica dos homens distantes da simplicidade infantil.

Descubra sua nota no Enem! Faça agora um simulado gratuito mega rápido.
FAZER SIMULADO arrow_forward
AIO
A AIO utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de usuário
Saber mais
Aceitar