ENEM 2015

Aquarela

O corpo no cavalete

é um pássaro que agoniza

exausto do próprio grito.

As vísceras vasculhadas

principiam a contagem

regressiva.

No assoalho o sangue

se decompõe em matizes

que a brisa beija e balança:

ο verde – de nossas matas

ο amarelo – de nosso ouro

ο azul – de nosso céu

ο branco o negro o negro

CACASO. In: HOLLANDA. H. B (Org.). 26 poetas hoje. Rio do Janeiro: Aeroplano, 2007.

 

Situado na vigência do Regime Militar que governou o Brasil, na década de 1970, o poema de Cacaso edifica uma forma de resistência e protesto a esse período, metaforizando

A)

 as artes plásticas, deturpadas pela repressão e censura.

B)

 a natureza brasileira, agonizante como um pássaro enjaulado.

C)

 o nacionalismo romântico, silenciado pela perplexidade com a Ditadura.

D)

 o emblema nacional, transfigurado pelas marcas do medo e da violência.

E)

as riquezas da terra, espoliadas durante o aparelhamento do poder armado

Descubra sua nota no Enem! Faça agora um simulado gratuito mega rápido.
FAZER SIMULADO arrow_forward
AIO
A AIO utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de usuário
Saber mais
Aceitar